Agente Autônomo de Investimentos – O Guia Que Você Procurava

Está querendo se tornar um Agente Autônomo de Investimentos e não sabe como?

Muitas pessoas que estão no mercado financeiro querem sair das instituições e empresas, buscando opções para trabalhar de maneira independente com atuação própria.

Desse modo, será preciso que você obtenha uma certificação dada pela ANCORD.

A Ancord é uma das organizações que representam empresas presentes no mercado financeiro e de capitais.

Portanto, hoje iremos falar pra você mais sobre esse profissional e como se tornar um.

Afinal de contas, muitas dúvidas surgem durante esse caminho e é preciso estar preparado.

Então, confira nosso artigo e tire todas suas dúvidas!

 

O Que É Um Agente Autônomo de Investimentos

Esse profissional é uma pessoa física ou jurídica que é registrado pela CMV.

Ou seja, é a Comissão de Valores Mobiliários que permitirá sua atuação na mediação e distribuição de valores mobiliários.

Esse processo se dará de acordo com as normas desse sistema, fazendo intermédio entre corretoras de valores e investidores, possuindo a permissão para vender serviços e/ou produtos oferecidos por corretoras. Entre eles:

  • Debêntures;
  • Ações;
  • Títulos Públicos;
  • Etc.

Nesse cenário, ele receberá uma comissão que vem da taxa de corretagem, assim como um percentual da taxa de administração.

Dessa forma, o profissional precisa ter conhecimentos do mercado financeiro e suas regras, bem como saber calcular todos os riscos e retornos de cada investimentos, pois eles também irão atuar aconselhando e tirando dúvidas de seus clientes investidores.

Logo, para se tonar um autônomo do mercado, é necessário passar na prova da ANCORD, que significa Associação Nacional de Corretoras e Distribuidores, cujo objetivo é comprovar os conhecimentos desse profissional.

Essa instituição funciona da mesma maneira que as provas da ANBIMA e suas certificações, dando, portanto, um selo de qualificação que permite a atuação daqueles que forem aprovados.

 

Certificação AAI

Como dito, anteriormente, tornar-se esse tipo de profissional requer uma certificação da ANCORD.

Esse documento irá certificar as capacidades e conhecimentos do AAI ou Agente Autônomo de Investimentos.

Mas, primeiramente, é preciso saber se você preenche os requisitos para sua obtenção:

  • Residir no Brasil;
  • Ensino médio completo;
  • Aderir aos Códigos de Conduta Profissional e de Autorregulação do Agente Autônomo de Investimentos;
  • Estar habilitado para exercício de cargos em instituições financeiras e entidades autorizadas pelo Banco Central, CVM e Superintendência de Seguros.

Além desses critérios, será preciso apenas conseguir sua aprovação do certificado.

Mas talvez você esteja se perguntando como é realizada essa prova ANCORD, certo?

Pois bem, ela possui conhecimentos e conteúdos aprofundados acerca desse mercado, assim como a certificação CEA da ANBIMA, uma vez que será preciso testar as capacidades desse profissional.

Esse processo ocorrerá através de 80 questões, sendo que o candidato precisará acertar um mínimo de 70% da prova, isto é, 56 acertos.

Além disso, trata-se de uma prova com duração de 3 horas.

Caso o candidato seja aprovado, ele terá até um ano a partir da data de divulgação do resultado, para então solicitar seu credenciamento junto a ANCORD, bem como a autorização para o exercício de suas atividades.

 

Atuação Do Agente Autônomo de Investimentos

Agora que você já sabe o que é e como se tornar um AAI, que tal conhecer um pouco mais sobre suas funções e atuação?

Esse agente é responsável pelo auxílio direto aos clientes na hora da escolha de aplicações.

Ele orientará seus clientes, por exemplo, como proteger sua carteira de investimentos ou explicar como funciona um título privado.

Sendo assim, ele irá ajudar seus investidores, tirando todas as suas dúvidas sobre o mercado financeiro.

Contudo, ele não será o responsável por administrar os recursos desses investidores, pois essa função é exclusiva dos gestores de carteiras.

Bem como, ele não pode criar relatórios de análise recomendando compras e vendas de ações, uma vez que essa responsabilidade é dos analistas.

Ou seja, o agente irá trabalhar como ponte, conectando investidores aos analistas, gestores e instituições financeiras, fazendo assim o papel de informante sobre investimentos aos seus clientes, os quais tomarão as decisões.

Mas, assim como outros profissionais desse mercado, ele precisa saber identificar o perfil de investidor de seus clientes.

Sobre sua remuneração, podemos evidenciar que ela não será fixa devido a sua autonomia.

Isso porque sua renda vem da prospecção e resultados da carteira de investimento de seus clientes.

No entanto, de acordo com a atuação de cada profissional, a sua média mensal pode variar entre 3 a 300 mil reais, dependendo apenas de sua própria atuação.

 

Conclusão

Vimos neste artigo que o Agente Autônomo de Investimentos é uma ótima profissão para quem deseja atuar de maneira independente.

Conduto, é preciso obter uma certificação que comprove seus conhecimentos de mercado.

Sendo assim, registrado pela CVM, bem como autorizado e credenciado pela ANCORD, para que seja capaz de atuar no mercado através de sua certificação AAI.

Sentiu falta de alguma informação neste conteúdo? Deixe seu comentário para que possamos ajudá-lo.

 

Ainda não há comentários! Você será o primeiro a comentar.

Deixe suas dúvidas e comentários. Responderemos o mais breve possível.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esqueceu a senha?
Perdeu sua senha? Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail. Iremos enviar um link de recuperação para o seu e-mail.
We do not share your personal details with anyone.