Gráficos Perpétuos ou Contínuos - Pro Edu Pular para o conteúdo
Área do Aluno proedu Carrinho

Gráficos Perpétuos ou Contínuos

Gráficos Perpétuos ou Contínuos Pro Educacional

Gráficos Perpétuos ou Contínuos


O mercado futuro tem uma particularidade que é a data de vencimento dos contratos. Ou seja, eles têm data exata para acabar. Por esse motivo, as séries financeiras apresentadas nos gráficos nem sempre apresentam continuidade. Como exemplo, veja o contrato de dólar que acaba todo primeiro dia útil de cada mês, sendo que cada mês é identificado com uma letra no seu código de negociação.

 

A continuidade dependerá do ativo analisado. Por exemplo, contratos futuros apresentam data de vencimento e, portanto, o mesmo contrato não pode ser analisado em diferentes anos. As séries que têm “prazo de validade”, como alguns derivativos, são consideradas não perpétuas. Observe a seguir um exemplo de gráfico não contínuo do contrato de Mini Dolar:

 

Figura – Gráfico não contínuo (Mini Dólar Junho 2021 ) 

Fonte: https://www.tradingview.com/.

 

O gráfico acima é curto, pois é mostrado apenas o período entre o início e de vencimento do contrato e não um histórico da série, com informações de antes do início do contrato.

Para criar o histórico da série, pode ser realizada uma espécie de 'emenda' entre os contratos. Para conectar uma série à outra, é realizada uma divisão da série anterior pelo vencimento atual por um fator que ligue com a atual, pois esta está com liquidez. Veja o exemplo do gráfico perpétuo de Mini Dólar:


Figura – Gráfico Perpétuo  (Mini Dólar ) 

Fonte: https://www.tradingview.com/.


Para que o processo de 'emenda' entre as séries seja corretamente realizado, é preciso respeitar alguns critérios, como:

  • a liquidez do contrato não pode estar muito baixa. Por esse motivo, o dia de vencimento não pode ser utilizado para interconectar as séries;
  • para interconectar as séries é realizada a divisão da série antecessora à próxima por um fator.

 

Esse trâmite aumenta as séries e torna-as perpétuas, possibilitando que o analista técnico utilize uma variedade maior de ferramentas e possa trabalhar com séries contínuas.


Vantagens

  • Exclui a necessidade de se usar somente o contrato que está expirando para a análise;
  • Elimina distorções de preço que possam ocorrer na transição do vencimento do contrato;
  •  Facilita a utilização de indicadores técnicos em uma janela temporal de maior prazo.


Desvantagens

Os ajustes ocorridos para formar a emenda podem alterar os valores do preço. Sendo assim, os valores de topos e fundos passados não podem ser considerados de exatidão. No entanto, estudos de tendência continuam válidos, mesmo com a emenda. Para encontrar o nível mas correto de inflexões de preços anteriores (suportes e resistências), é recomendável verificar o gráfico do ativo da atual série de vencimento.

Voltar para o blog
X Materiais gratuitos do mercado financeiro: cursos, apostilas, vídeos e muito mais    Acessar Agora