Operador: Corretoras e Distribuidoras

As Corretoras de Títulos e Valores Mobiliários (CTVM) e as Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários (DTVM) atuam nos mercados financeiros e de capitais, assim como no mercado cambial, intermediando a negociação de títulos e valores mobiliários entre investidores e tomadores de recursos. A supervisão é responsabilidade do BACEN, e o exercício de sua atividade depende da autorização da CVM. Estão sujeitas à fiscalização da Bolsa de Valores, do Banco Central (BACEN) e da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

De acordo com a Lei 6.385/76, a competência da CVM em relação às operações limita-se a valores mobiliários sujeitos ao regime da referida lei, inclusos ações, debêntures e contratos derivativos. Mas, por exemplo, não são incluídos os títulos públicos, sendo que toda a atividade relativa a esses ativos está sujeita à regulamentação e fiscalização do Banco Central do Brasil.

As Corretoras de Títulos e Valores Mobiliários (CTVM) oferecem os serviços:

  • plataformas de investimento pela internet (Home Broker);
  • consultoria financeira;
  • clubes de investimentos;
  • financiamento para compra de ações (conta margem);
  • administração e custódia de títulos e valores mobiliários dos clientes;
  • intermediação de operações de câmbio;
  • administração de fundos e clubes de investimento;
  • uma corretora pode atuar também por conta própria; e
  • na remuneração pelos serviços, essas instituições podem cobrar comissões e taxas.

 

As corretoras devem ser constituídas sob a forma de sociedade anônima (S.A.) ou por quotas de responsabilidade limitada, devendo constar na sua denominação social a expressão “Corretora de Títulos e Valores Mobiliários”. Elas possuem a função de proporcionar maior liquidez e segurança ao mercado acionário.

 

Sociedades Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários

Outro ente que se enquadra como operador no sistema são as Sociedades Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários (DTVM). Elas são constituídas sob a forma de S.A. ou por quotas de responsabilidade limitada, devendo constar na sua denominação social a expressão “Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários”.

Algumas de suas atividades:

  • intermedeiam a oferta pública e distribuição de títulos e valores mobiliários no mercado;
  • administram e custodiam as carteiras de títulos e valores mobiliários;
  • instituem, organizam e administram fundos e clubes de investimento;
  • operam no mercado acionário, comprando, vendendo e distribuindo títulos e valores mobiliários, inclusive ouro financeiro, por conta de terceiros;
  • fazem a intermediação com as bolsas de valores e de mercadorias;
  • efetuam lançamentos públicos de ações; e
  • operam no mercado aberto e intermedeiam operações de câmbio.

 

Você sabia?

Não existe mais diferença na área de atuação entre as CTVM e as DTVM.

Os limites operacionais estabelecidos pelas corretoras e regulamentados pela CVM reduzem os riscos de falta de solvência e de liquidez.

O banco múltiplo deve ser constituído com, no mínimo, duas carteiras, de modo que uma delas, obrigatoriamente, seja comercial ou de investimento, além de ser organizado sob a forma de sociedade anônima.

 


Você não está logado!
Para ter acesso ao curso, .

Pressione F11 para tela cheia
Insira no mínimo 3 caracteres.
Nenhum resultado.
Suporte? Clique aqui.