Importância do Volume

Volume é o total de contratos negociados. Refere-se a “troca de mãos” ao longo de um período de negociação. O volume é importante visto que reflete o grau de comprometimento financeiro/emocional dos investidores com o ativo em questão. Por exemplo, uma queda brusca com volume baixo não reflete a percepção total do mercado sobre o ativo, mas uma queda brusca com volume alto indica a percepção de maior parte dos investidores.

O volume pode ser classificado de duas formas principais:

  • Volume Financeiro: O volume financeiro é calculado pela multiplicação do número de ativos negociados pelo valor dos ativos. Geralmente é apresentado um número mais extenso, em função do tamanho do mercado.
  • Volume Quantidade: É o número de ativos negociados. Bastante usado no day-trade por ser um número com menos dígitos que o volume financeiro.

O tipo de volume escolhido não é o principal fator da análise baseada no volume, mas sim a relação entre o volume observado e os demais volumes históricos para o ativo. Isto é, só é possível afirmar se o volume está alto ou baixo através da comparação com o histórico do ativo.

A importância do volume como indicador de rompimento e de reversão de tendência ficará mais clara no tópico 3.5, no qual o uso do volume será mais detalhado.


Você não está logado!
Para ter acesso ao curso, .
Doutor em Economia pela Universidade Federal de Santa Catarina e mestre em Economia Aplicada (quantitativa) pela UFPEL. É economista, especializado em Finanças pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atuou como Agente Autônomo de Investimentos (ANCORD), Analista e Controller. Pesquisador com publicações científicas internacionais sobre efeitos spillover e herd behavior no mercado de capitais. Autor de 7 livros.

Pressione F11 para tela cheia
Insira no mínimo 3 caracteres.
Nenhum resultado.
Suporte? Clique aqui.