BSM Supervisão de Mercados

Progresso das Aulas


A BSM Supervisão de Mercados é uma empresa integrante do grupo B3 e constituída para realizar, com autonomia administrativa e orçamentária, as atividades de supervisão dos mercados administrados pela B3 via:

  • Monitoramento das operações, das ofertas e dos negócios realizados nos ambientes de negociação;
  • Supervisão dos participantes do mercado com mediação de diálogo e ressarcimento de prejuízos (Mecanismo de Ressarcimento de Prejuízos – MRP);
  • Aplicação de ações disciplinares aos que cometem infrações às normas.

 

A BSM Supervisão de Mercados segue o Código de Conduta da B3

Juntamente com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e o Banco Central, a BSM Supervisão de Mercados atua com o objetivo de garantir que as normas do mercado sejam cumpridas pelas instituições e seus profissionais através:

  • Supervisão de mercado: Monitoramento de 100% das ofertas e negócios realizados nos mercados da B3 com o objetivo depara identificar indícios de irregularidades;
  • Auditoria: Fiscalização de todos os Participantes da B3 para verificar sua aderência às normas e identificar possíveis infrações às regras do mercado;
  • Processos disciplinares e outras ações de enforcement: Adoção de medidas de orientação, de persuasão ou disciplinares nos casos de infração às normas, tais como carta de recomendação, carta censura ou Processo Administrativo Disciplinar (PAD), aplicadas de acordo com gravidade da irregularidade identificada;
  • Ressarcimento de prejuízos: Analise e julgamento as reclamações dirigidas ao Mecanismo de Ressarcimento de Prejuízos (MRP), que indeniza, até o limite de R$ 120 mil, os investidores prejudicados pela atuação inadequada de Participante da Bolsa;
  • Desenvolvimento do mercado: Desenvolvimento de iniciativas de educação, aprimoramentos normativos e relacionamento institucional com Participantes da Bolsa, órgãos reguladores e organizações internacionais.

Você não está logado!
Para ter acesso ao curso, .
Economista pela UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), é mestre em economia pela UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina). Atualmente é doutoranda também pela UFSC. Tem experiência em grandes projetos socioeconômicos públicos: projeção de demanda para recursos hídricos de bacias hidrográficas e uso de microdados disponibilizados pelo IBGE e pelo INEP.

Pressione F11 para tela cheia
Insira no mínimo 3 caracteres.
Nenhum resultado.
Suporte? Clique aqui.