Risco de Default

Progresso das Aulas

risco de default nada mais é que o risco de calote. Ou seja, trata-se do risco da parte credora de um contrato não receber o que lhe é de direito da parte devedora. No entanto, raramente o valor perdido será integral, havendo portanto uma determinada taxa de recuperação, a depender das cláusulas contratuais ou ferramentas financeiras utilizadas, como os derivativos.

Para calcularmos a perda esperada em uma situação de não pagamento, o que nos auxilia a mensurar o risco, basta que façamos a seguinte conta:

 

Perda dado um default = 1 – taxa de recuperação

 

Tendo a perda de um default, podemos realizar o cálculo da perda esperada, multiplicando a probabilidade de ocorrência do default pela taxa de perda, como a seguir:

 

Perda esperada = P (default) * perda dado um default

 

Exemplo

Dado um contrato com probabilidade de default de 10% e uma taxa de recuperação de 40%, qual é a perda esperada?

 

Perda esperada = 10% * 60% = 6%

 

Assim, esse contrato tem uma perda esperada de 6%.


Você não está logado!
Para ter acesso ao curso, .
Doutor em Economia pela Universidade Federal de Santa Catarina e mestre em Economia Aplicada (quantitativa) pela UFPEL. É economista, especializado em Finanças pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atuou como Agente Autônomo de Investimentos (ANCORD), Analista e Controller. Pesquisador com publicações científicas internacionais sobre efeitos spillover e herd behavior no mercado de capitais. Autor de 7 livros.
Pressione F11 para tela cheia
Insira no mínimo 3 caracteres.
Nenhum resultado.
Suporte? Clique aqui.