Vagas mercado financeiro: quem mais contrata?

vagas mercado financeiro

Provavelmente, você já deve ter se perguntado “onde estão as vagas no mercado financeiro” e já sabe que existe uma alta demanda por profissionais.

Exemplo disso é que, em uma rápida busca na internet, você encontra diversos anúncios dessas vagas.

A busca é crescente para profissionais como gestores e analistas, devido à alta do mercado de ações e de capitais. Já a necessidade dos assessores e analistas é impulsionada por corretoras, gestoras de recursos, fintechs e assessorias de investimentos.

Agora, entenderemos um pouco mais sobre as possibilidades que você encontra em cada setor e como se qualificar para investir na área.

Boa leitura!

Fundos de Private Equity

Apesar de sua história recente no mercado financeiro, iniciada na década de 1980 nos Estados Unidos e quase 20 anos depois no Brasil, os conhecidos FIPs ganharam espaço com o aquecimento do mercado de investimentos em participações e da economia.

Além disso, vale citar que esses fundos cresceram vertiginosamente nas últimas décadas. Assim, caso você ainda não esteja por dentro do assunto, deve estar se perguntando do que se trata? Esses fundos são constituídos basicamente por um grupo de investidores que se unem para a sua criação.

Dessa forma, podem ser considerados fundos de Ações, com uma características que os diferenciam: os investimentos são realizados, sobretudo, nas ações de empresas de capital fechado, não listadas em bolsa.

Com isso, os Fundos de Private Equity receberão os investimentos dos cotistas e esses, serão responsáveis pela compra de participação em empresas com potencial elevado de crescimento.

Vagas mercado financeiro: atuação do Gestor de Investimentos nos Fundos de Private Equity

Para atuar nesses fundos, o profissional – Gestor de Investimentos, certificado CFG, CGA e/ou CGE, precisará adotar uma prática ativa nas empresas em que investem. Assim, poderá agregar capacidade adminstrativa, auxiliar no relacionamento da empresa com os bancos, executando funções como reduzir custos, renegociar dívidas e ainda aumentar a base de clientes.

Desse modo, o intuito será ampliar os lucros das empresas, o que consequentemente, valorizará os investimentos realizados nos fundos.

O profissional Certificado CGE

A carreira do Gestor de Investimentos é regulamentada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Por isso, obviamente, para exercer a função de Gestor, a certificação CGA e/ou CGE é exigida. Para obter uma delas, a certificação CFG é um pré-requisito.

Não obstante, essa é uma das certificações mais cobiçadas no mercado. Você poderá atuar nos Fundos de Private Equity, de investimentos, na administração de carteiras de investimentos, Family Office ou Asset.

Desse modo, para conquistar uma vaga nos fundos de Private Equity, a certificação CGE (Certificação de Gestores ANBIMA para Fundos Estruturados) é a aposta certeira. A Anbima prevê que o profissional “certificado poderá ser gestor de FIDC (Fundos de Investimento em Direitos Creditórios), FII (Fundos de Investimento Imobiliários), FIP (Fundos de Investimento em Participações) e Fundos de Índice”. Assim sendo, esta certificação se faz obrigatória “para quem ocupa cargos com poder de decisão de compra e venda dos ativos financeiros que integram as carteiras desses veículos de investimento. A CGE ainda não é aceita para fins de credenciamento na CVM”.

Ou seja, se a sua intenção é seguir carreira de Gestor de Investimentos nesse mercado, apostar nesse certificado faz todo sentido.

Dica para conquistar a sua vaga:

Como você já percebeu, a certificação é um passo necessário para o sucesso da sua carreira. Assim, conheça o curso preparatório da Pro Educacional e receba todo o preparo para conquistar a certificação.

Cabe aqui outra sugestão: obter um MBA | MBA em Gestão de Portfólio, enquanto estuda para o exame da certificação. Em síntese, você será um profissional ainda mais qualificado e apto para ocupar outros cargos que também sejam do seu interesse! Se deseja saber mais sobre como funciona, agende uma consultoria gratuita clicando aqui!

Assets

Em primeiro lugar, essas empresas serão responsáveis pela gestão dos ativos dos clientes, isto é, uma gestora de investimentos. Dessa forma, os chamados asset managersou gestores de recursos – trabalharão vinculados à uma asset.

Vagas mercado financeiro: atuação do Gestor de Investimentos nas Assets

Geralmente, o trabalho do Gestor envolve uma equipe especializada. A sua principal função será a pesquisa de mercado e a coleta de informações que serão importantes na gestão dos ativos.

Em suma, a asset ainda terá a função de compra e venda de ativos, a fim de constituir a carteira do fundo. Do mesmo modo, o profissional terá a responsabilidade e liberdade para movintação dos ativos, desde que estejam dentro das estratégias estabelecidas pelo que prevê o regulamento do fundo.

É interessante citar que a modalidade de administração do fundo definirá a forma de atuação do gestor. Ou seja, quando se trata de gestão ativa, o profissional terá mais independência acerca das decisões sobre os investimentos. Já a estratégia da gestão passiva é outra: o gestor replica os índices e mantém a rentabilidade próxima do benchmark.

O profissional certificado CFG, CGA e/ou CGE

As Assets devem seguir instruções normativas constituídas na forma da lei e a sua atuação será supervisionadas pela CVM. Assim, existem algumas regras para ser um asset manager, dentre elas, ser aprovado no exame da certificação.

Nesse caso, as certificações são a CFG, CGA e/ou CGE. Na seção de Fundos de Private Equity trouxe algumas informações acerca da certificação CGE e como se preparar para ser um profissional certificado da série CGA.

A certificação CFG não habilita o profissional atuar como gestor, mas é o ponta pé inicial para quem deseja trabalhar com a gestão de recursos de terceiros. O certificado atesta que o profissional detém os conhecimentos de base técnica para ocupar os cargos de asset management. Além disso, se constitui o pré-requisito para conquistar a CGA e/ou a CGE.

Já a “CGA (Certificação de Gestores ANBIMA) habilita profissionais a atuar com gestão de recursos de terceiros em fundos de investimento de renda fixa, ações, cambiais, multimercados, carteiras administradas e fundos de índice. Ela é obrigatória para quem ocupa cargos com poder de decisão de compra e venda dos ativos financeiros que integram as carteiras desses veículos de investimento.” (Fonte: Anbima)

Fintechs

Quando pensamos na otimização dos serviços da área financeira por meio da tecnologia, as fintechs se destacam. As soluções oferecidas são digitais e de custos mais baixos, simples e desburocratizadas.

As Fintechs crescem exponencialmente no mundo. Já no Brasil, encontraram um bom lugar para essa expansão. Somente em 2021, elas cresceram 155%.

Logo, pense em algumas para entendê-las de forma mais consistente. Nesse sentido, posso citar fintechs bem conhecidas, como:

  • NuBank,
  • Banco Inter,
  • Banco Neon.

Com certeza, você também pode pensar em diversos outros exemplos.

Por outro lado, existem também outros tipos, como os Robo-advisors. Essas fintechs são formadas por classes de consultores financeiros que serão responsáveis pelo aconselhamento financeiro e a gestão de investimentos online, em que a existe intervenção humana mínima ou moderada.

Dessa maneira, o destaque do seu funcionamento vai para o aconselhamento digital baseado nos algoritmos ou regras matemáticas.

Vagas mercado financeiro: atuação dos assessores, especialistas, gestores e analistas nas fintechs na área de finanças e investimentos

Sem dúvida, você pode pensar nas fintechs como uma imensa oportunidade de ascensão ou transição de carreira. Já que, os cargos são oferecidos de acordo com a complexidade das tarefas e maturidade profissional.

O perfil financeiro está entre os mais almejados, ou seja, a capacidade do profissional em unir conhecimentos específicos e técnicos fazem os “olhos” dessas startups brilharem. Por isso, esteja ciente que a qualificação é importante tanto quanto a versatilidade das habilidades.

Mais algumas informações que você gostaria de saber para uma vaga em uma fintech

Os cargos de menor complexidade das atividades podem ser ocupados por profissionais que tenham conhecimentos mais básicos do mercado financeiro. Muitas vezes, a qualificação para ocupar essas vagas pode ser obtida por meio das Certificações Profissionais das Séries 10 e 20 da Anbima (CPA-10 e CPA-20).

Em contrapartida, tarefas mais complexas elevam o nível de qualificação e conhecimento. Dessa forma, certificações de níveis mais altos, como é o caso da CEA e da Ancord, serão os diferenciais e preferíveis. Por certo, a sua capacidade na tomada de decisão também será reconhecida.

Agora, pense nos cargos em que existe uma variedade de tarefas de alta complexidade. Sobretudo, espera-se que o candidato tenha maturidade emocional e profissional. Inegavelmente, serão considerados o poder de decisão e a capacidade de liderar. Você pode comprovar o expertise e os conhecimentos técnicos e específicos por meio de certificações como CFP®, CGA e/ou CGE e CNPI.

Existe ainda outro nível muito desejado que será ocupado por profissionais mais experientes e que, certamente, possuem alguma pós-graduação. É provável que possua certificações. De fato, será concedida autonomia plena de atuação e geralmente, gerenciam projetos. Aqui, estão os salários mais altos e mais desejados do mercado.

O que você percebeu?

Depois que apresentei essas informações, você deve estar ciente que para ser o profissional que a fintech busca, são necessários alguns diferenciais competitivos no currículo. Muitas pessoas pensam em como obter esses diferenciais, mas não tomam atitudes concretas quanto à isso. Ainda que, a oportunidade exista, a grande maioria dos profissionais não estão aptos para ocuparem as vagas.

Outro ponto relevante é que a remuneração é muito atrativa. O interesse é captar os talentos e preservá-los. Para isso, algumas vantagens são oferecidas além dos altos salários, como por exemplo, reconhecimento e rápida ascensão profissional.

Vagas mercado financeiro: certificados CPA-10, CPA-20, CEA, Ancord, CFP®, CGA e CNPI

Conforme citei, as certificações agregam valor ao currículo do profissional que se candidata à uma vaga no mercado financeiro, principalmente as fintechs. Além disso, comprova os seus conhecimentos técnicos e habilidades, o que poderá chamar a atenção do recrutador. Tenha certeza que muitas portas se abrirão para você no mercado financeiro. Sendo assim, acompanhe a seguir:

  • CPA-10: voltada para pessoas que buscam trabalhar com prospecção e venda de produtos junto aos clientes em agências bancárias ou plataformas de atendimento;
  • CPA-20: indicada para aqueles que pretendem atender investidores qualificados, de alta renda, realizando venda de produtos de investimento e manutenção de carteira de ativos;
  • Ancord: para quem quer atuar com assessoria de investimentos a partir de sociedade com escritórios ou prestar consultoria autônoma para recomendar ativos e orientar clientes.
  • CEA: para quem objetiva gestão em bancos, indicação de investimentos e consultoria;
  • CFP®: é recomendado para profissionais que querem investir na área de finanças e buscam conhecimento mais aprofundado sobre planejamento financeiro.
  • CGA e CGE: gestão de recursos de terceiros em fundos de investimento de renda fixa, ações, cambiais, multimercados, carteiras administradas e fundos de índice; e para quem busca realizar gestão de recursos de terceiros na indústria de produtos estruturados, respectivamente.
  • CNPI: realiza a recomendação de valores mobiliários como ações e debêntures.

Conforme citei anteriormente, os cargos mais elevados dentro das fintechs exigem qualificações mais robustas, como por exemplo, certificações e/ou pós-graduações. Caso seja o seu desejo alcançar um novo patamar na sua carreira, vale a pena investir nesse tipo de qualificação.

Bancos de Investimentos

Essas instituições são sociedades anônimas e devem adotar em sua denominação social a expressão “Banco de Investimento”. Além disso, são especializadas em operações para empresas.

Tratando-se dessas operações, elas podem ser no formato de:

  • participação acionária ou sociatária de caráter temporário em financiamentos ou empresas, obedecendo médios e longos prazos, para suprir capital fixo ou de giro, perante a aplicação de recursos próprios ou captados junto ao público.

Outra característica é que não têm contas correntes e os recursos são captados via depósitos à prazo, por meio de recursos internos e externos que são repassados, bem como, a vendas das cotas dos fundos de investimentos que eles administram.

Acerca dos fundos, essas instituições terão como responsabilidade instituí-los, organizá-los e administrá-los. Podem administrar ainda as carteiras de valores, asssessora negócios e realizar lançamentos de ações de empresas que prestam outros serviços semelhantes.

Alguns exemplos desses bancos:

  • BTG Pactual;
  • XP Investimentos
  • Credit Suisse;
  • Goldman Sachs;
  • JP Morgan Chase;
  • Bradesco BBI;
  • Itaú BBA.

Vagas mercado financeiro: certificados CPA-10, CPA-20, CEA, Ancord, CFP®, CGA e CNPI

As certificações para você investir são: CPA-10, CPA-20, CEA, Ancord, CFP®, CGA e CNPI. Anteriormente, apresentei informações acerca de cada uma delas. Caso queira relembrar, basta retornar na seção sobre fintechs!

A atuação profissional nos bancos de investimentos

São diversos os serviços oferecidos por essas instituições, veja a seguir:

  • Operações com participação societária;
  • Administração de capital de terceiros;
  • Financiamento de atividades relacionadas à produção para suprimento de capital de giro e fixo;
  • Assessoria financeira;
  • Aquisição de valores e títulos mobiliários;
  • Empréstimos de médio e longo prazo;
  • Operação de subscrição de ações ou IPO;
  • Emissão de debêntures;
  • Emissão de títulos, como cdb e RDB;
  • Administração e venda de cotas de fundos de investimentos;
  • Depósitos interfinanceiros;
  • Repasses de empréstimos externos.

Vagas no mercado financeiro: conquistando as melhores

Ficou em dúvida acerca de qual certificação estaria dentro do seu perfil? O que acha de falar conosco gratuitamente clicando aqui?

Só um lembrete, as vagas mais cobiçadas e mais bem remuneradas, na maioria das vezes exigem certificações e/ou pós-graduações.

Pensando em atender à essa necessidade do mercado, a Pro Educacional oferta programas de MBA, que ainda te preparam para passar no exame da certificação. Além disso, existe o diferencial da prática de mercado, adquirida durante o curso com a realização de um trabalho acompanhado por um professor certificado e especialista.

Lembrando que, os MBAs são pensados para todos, desde quem já atua no mercado, até para quem está em transição de carreira e buscando as melhores vagas.

Além disso, todos os cursos foram construídos com o intuito de desenvolver as habilidades mais exigidas e importantes para a atuação no mercado financeiro.

A Pro Educacional tem mais conhecimento para você!

Temos alguns canais que disponibilizamos diversos conteúdos gratuitos. O que acha de aproveitá-los?

Veja o nosso canal do YouTube e tenha acesso à diversos conteúdos! Acesse clicando aqui.

Não esqueça do Instagram, estamos por lá também!

vagas mercado financeirovagas mercado financeirovagas mercado financeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ainda não há comentários! Você será o primeiro a comentar.

Deixe suas dúvidas e comentários. Responderemos o mais breve possível.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *