Quer trabalhar com investimentos? O que faz o analista, assessor e broker

Trabalhar com investimentos

Trabalhar com investimentos pode ser uma boa forma de se sobressair no mercado financeiro e conseguir uma promoção. Afinal de contas, as profissões ligadas à área estão em alta, assim como as certificações necessárias para colocá-las em prática. São tantas as possibilidades de atuação para profissionais certificados, que fica até difícil escolher um caminho a seguir.

Além disso, sabemos que a trilha no mercado financeiro passa por alguns jargões e conceitos que viram uma sopa de letrinhas para quem ainda não está familiarizado. As dúvidas começam com as áreas de atuação e as suas atribuições. Você já parou para pensar sobre a diferença entre analista, assessor e broker?

Neste post, vamos explorar melhor o que faz cada profissional — Analista de Investimentos, Assessor de Investimentos e Broker — das características às diferenças entre as três profissões.

  • Quem são os profissionais da área de investimentos?
  • O que é preciso para trabalhar com investimentos?
  • Qual é a diferença entre o assessor e o broker?

Boa leitura!

Quem são os profissionais da área de investimentos?

Se você quer trabalhar com investimentos, o primeiro passo é entender em que áreas pode atuar e qual delas mais se encaixa com os seus objetivos profissionais. Dessa forma, fica mais fácil direcionar a sua carreira e traçar um plano para ser bem-sucedido na hora de buscar a tão sonhada promoção.

A seguir, vamos desvendar as principais características das três profissões em alta quando o assunto é investir, além de indicar rapidamente as certificações financeiras para cada uma. Teremos um tópico à parte sobre isso! Começamos com o Analista de Investimentos e seguimos para o Assessor de Investimentos até chegar ao Broker.

Analista de investimentos

O analista de investimentos é o profissional que oferece recomendações sobre a compra, venda ou manutenção de ativos financeiros — ações, títulos de renda fixa, entre outras aplicações — a partir de análises de oscilações do mercado e do estudo de empresas, bem como as condições da economia.

Desse modo, o seu papel é analisar, fazer projeções e auxiliar a tomada de decisão dos investidores e de outros profissionais do mercado financeiro — como o assessor de investimentos e o broker. Para isso, precisa desenvolver um perfil analítico com foco na criação de estratégias e na análise e interpretação de dados.

Áreas de atuação

A versatilidade é um dos maiores atrativos para quem quer trabalhar com investimentos como analista. As oportunidades vão desde corretoras de valores, gestoras e bancos de investimentos até consultoria autônoma. Entre as possibilidades de atuação, podemos destacar o Buy-Side Analyst e o Sell-Side Analyst, além de áreas como:

  • Consultoria de Valores Mobiliários;
  • Finanças Corporativas e Relacionamento com Investidores;
  • Investment Banking;
  • Vendas e Operações no Mercado de Capitais;
  • Administração de Recursos e de Riquezas.

Para desempenhar a profissão, você precisará da Certificação Nacional dos Profissionais de Investimentos (CNPI).

Assessor de Investimentos

O assessor de investimentos também é conhecido como Agente Autônomo de Investimentos (AAI). O profissional recebe este nome, porque pode atuar de forma independente — com a sua própria carteira de clientes — ou em sociedade com corretoras de valores. Por ser uma área ainda pouco explorada no Brasil, é vista uma das carreiras mais promissoras.

Seu papel é prospectar clientes, orientar e sugerir estratégias de alocação de ativos financeiros em busca dos melhores retornos dentro dos riscos aceitáveis. Para isso, o profissional leva em conta o perfil e os interesses de seus clientes e pode usar as recomendações dos analistas de investimentos para embasar as suas sugestões.

Áreas de atuação

O perfil de um assessor tende a ser estratégico, com foco na gestão de relacionamento e no domínio técnico sobre os investimentos. O caminho mais comum é o da consultoria autônoma, mas também pode trabalhar com investimentos vinculado a uma corretora de valores.

A profissão Agente Autônomo de Investimentos é regulamentada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Por isso, para exercer as atividades de um AAI, você precisará da Certificação de Agente Autônomo de Investimentos (AAI) — Ancord. Dependendo do vínculo, a Certificação Profissional Anbima Série 20 (CPA-20) também pode ser um pré-requisito.

Broker

Em português, broker significa “corretor” ou ainda “intermediário”. Portanto, é o profissional responsável por fazer o meio de campo entre pessoas/empresas interessadas em comprar e vender papéis. Seu trabalho pode envolver transações bilionárias de investidores institucionais (bancos, fundos e empresas) e negociações diárias de investidores comuns.

A profissão _ também conhecida por operador de mesa — ainda é pouco explorada no Brasil e conta com uma das melhores remunerações do mercado financeiro. Sua rotina tende a ser bem dinâmica e embasada na meritocracia — mérito e poder. Ou seja, quanto maior o volume de transações, melhor o retorno.

Para se tornar um broker, você precisa assumir um perfil flexível para lidar com adversidades, já que as operações costumam ser de curto prazo. Também é importante ter conhecimento técnico sobre o mercado financeiro e dinamismo. Assim como o assessor, pode utilizar relatórios dos analistas de investimentos para propor negociações e concretizar operações.

Áreas de atuação

Nas corretoras de valores, o broker atua em áreas que recebem o nome de mesas de operação. Os principais ativos negociados são: ações, commodities, derivativos, moedas, contratos de moedas (NDFs) títulos de renda fixa e taxas de juros. O profissional também pode atuar no:

  • Mercado imobiliário (private broker);
  • Mercado de ações (stock broker);
  • Comércio, principalmente no setor varejista.

Para atuar no mercado de ações, você precisará da Certificação de Agente Autônomo de Investimentos (AAI) — Ancord.

O que é preciso para trabalhar com investimentos?

Ao longo do texto, já antecipamos quais são as certificações financeiras necessárias para trabalhar com investimentos como analista, assessor ou broker. Neste tópico, vamos passar por cada uma delas de forma um pouco mais detalhada. Assim, você você saberá que qualificação buscar para aumentar as oportunidades no mercado de trabalho.

CNPI

De acordo com a Instrução CVM 483/2010, a Certificação Nacional do Profissional de Investimento (CNPI) é uma qualificação obrigatória para quem quer ser tornar analista de investimentos. O selo habilita a recomendação de valores mobiliários como ações, debêntures e derivativos, além da publicação dos relatórios realizados.

Aplicada pela Apimec — que faz parte do conselho da Association of Certified International Investment Analysts (ACIIA) — a certificação pode ser dividida em três categorias:

  • Analista Fundamentalista: define os valores de um título a partir da avaliação de indústrias ou da economia, além de reconhecer as características de cada ativo;
  • Analista Técnico: indica o investimento ideal conforme o perfil de investidor e os riscos envolvidos. E sabe reconhecer oportunidades com a leitura de padrões gráficos;
  • Analista Pleno: por unir habilidades das duas categorias, é o preparo mais completo dentro da certificação CNPI.

Ancord

Em alta, Certificação para Agentes Autônomos de Investimentos (AAI) é aplicada pela Associação Nacional das Corretoras e Distribuidores de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias (Ancord).

Vale destacar que é cobiçada pelas corretoras de valores, o que a transforma em um selo de alta empregabilidade no mercado financeiro. Além de aumentar as oportunidades, ela também traz credibilidade aos profissionais da área — como o assessor de investimentos e o broker.

CPA-20

Mais procurada por quem quer evoluir na carreira bancária, a Certificação Profissional Anbima Série 20 (CPA-20) também pode ser pré-requisito ao assessor de investimentos. Quando há vínculo com as corretoras de valores, ou ainda, dependendo do segmento de clientes atendidos, ela se torna uma exigência.

Aplicada pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, a qualificação habilita a prospecção e venda de ativos financeiros a clientes com patrimônio acima de R$1 milhão: varejo alta renda, private banking, corporate e investidores institucionais.

Qual é a diferença entre analista, assessor e broker?

Se você chegou até aqui com dúvidas, vamos nos aprofundar um pouco mais. Se a certificação (AAI) vale para duas áreas (assessor e broker), o que as diferencia? Um exemplo que sempre usamos aqui é o exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Ao passar na prova, você pode atuar como advogado, mas também pode seguir outras especialidades na área — criminal, trabalhista e por aí vai.

Com a certificação da Ancord, podemos utilizar uma linha de pensamento similar. Embora o assessor de investimento e o broker tenham o mesmo selo, são especialidades diferentes.

O assessor de investimentos sugere a alocação de recursos (asset allocation) de acordo com o perfil do cliente e os seus objetivos financeiros, bem como o grau de exposição ao risco. Assim, a orientação toma como base o seu conhecimento sobre o mercado e estratégias de investimentos, as necessidades dos investidores e as recomendações dos analistas.

Já o broker (operador de mesa) faz o trabalho de um corretor no mercado de capitais e na Bolsa. Ele conecta e orienta pessoas/empresas interessadas em comprar a pessoas/empresas interessadas em vender ativos financeiros. As operações, geralmente de curto prazo, também podem seguir as indicações dos analistas de investimento.

Por fim, o analista de investimentos é o profissional que, de uma forma ou de outra, auxilia a atuação de assessores e brokers. Afinal de contas, ele é o único que pode recomendar a compra, venda ou manutenção de ativos financeiros. Também pode emitir relatórios de análise e documentos similares.

Trabalhar com investimentos é uma oportunidade e tanto para quem quer entrar no mercado financeiro ou buscar crescimento profissional. As três profissões que mostramos aqui são algumas das opções na área que se conectam de alguma forma. Seja qual for a sua escolha, todas estão em ritmo de crescimento diante do cenário econômico atual e da necessidade de profissionais certificados e especializados para guiar os investidores.

Entendeu a diferença entre analista, assessor e broker? Então compartilhe nas redes sociais e não deixe de buscar atualização constante para trilhar uma carreira de sucesso.

Cursos que você pode gostar:

[/vc_column_text]

  • ANCORD e CFP
    R$3.199,90

    Contempla:

    • Curso Preparatório ANCORD
    • Curso Preparatório CFP
  • CPA-10 CPA-20 e CEA
    R$1.309,90

    Contempla:

    • Curso Preparatório CPA-10.
    • Curso Preparatório CPA-20.
    • Curso Preparatório CEA.
  • curso ancord
    R$599,90

    O curso fornece simulados, aulas em vídeo e textos que permitem ao aluno compreender e dominar o conteúdo necessário para a atuação como Agente Autônomo de Investimentos. O curso prepara para o exame de certificação Ancord, fornecendo conteúdo atualizado e aprofundado. São alguns dos temas abordados no curso: mercado de renda fixa, mercado de renda variável, economia, matemática financeira, riscos de investimentos, sistema financeiro nacional, mercado de derivativos, legislação e código de ética relacionados a atuação como Agente Autônomo de Investimentos.

  • curso cea
    R$699,90

    A CEA (Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA) certifica profissionais que assessoram os gerentes de contas de investidores pessoas físicas em investimentos, podendo indicar produtos de investimento.

    O curso CEA da Pro Educacional foi preparado com base no edital da ANBIMA e foi planejado para contribuir para a aprovação do modo mais eficiente e rápido possível.

    Ele contempla 100% do conteúdo e possui como objetivo ser claro, conciso e direto.

  • curso CFP Módulo I
    R$999,90

    O CFP visa a comprovação da qualificação técnica dos profissionais para atuarem no exercício da atividade de planejador financeiro pessoal, os quais estarão submetidos aos padrões de conduta profissional e legislação vigente. O curso CFP, oferecido pela Pro Educacional, destina-se a preparar com qualidade os profissionais que desejam obter a certificação na Planejar Associação Brasileira de Planejadores Financeiros (afiliada ao Financial Planning Standards Board – FPSB). A intenção do curso é oportunizar a aprovação para certificação, garantindo que o profissional possa exercer com excelência a sua capacidade de planejador financeiro pessoal.

  • curso cfp módulo IV
    R$499,90

    O CFP visa a comprovação da qualificação técnica dos profissionais para atuarem no exercício da atividade de planejador financeiro pessoal, os quais estarão submetidos aos padrões de conduta profissional e legislação vigente. O curso CFP, oferecido pela Pro Educacional, destina-se a preparar com qualidade os profissionais que desejam obter a certificação na Planejar Associação Brasileira de Planejadores Financeiros (afiliada ao Financial Planning Standards Board – FPSB). A intenção do curso é oportunizar a aprovação para certificação, garantindo que o profissional possa exercer com excelência a sua capacidade de planejador financeiro pessoal.

  • curso CFP
    R$2.699,90

    O CFP visa a comprovação da qualificação técnica dos profissionais para atuarem no exercício da atividade de planejador financeiro pessoal, os quais estarão submetidos aos padrões de conduta profissional e legislação vigente. O curso CFP, oferecido pela Pro Educacional, destina-se a preparar com qualidade os profissionais que desejam obter a certificação na Planejar Associação Brasileira de Planejadores Financeiros (afiliada ao Financial Planning Standards Board – FPSB). A intenção do curso é oportunizar a aprovação para certificação, garantindo que o profissional possa exercer com excelência a sua capacidade de planejador financeiro pessoal.

  • curso CFP módulo III
    R$499,90

    O CFP visa a comprovação da qualificação técnica dos profissionais para atuarem no exercício da atividade de planejador financeiro pessoal, os quais estarão submetidos aos padrões de conduta profissional e legislação vigente. O curso CFP, oferecido pela Pro Educacional, destina-se a preparar com qualidade os profissionais que desejam obter a certificação na Planejar Associação Brasileira de Planejadores Financeiros (afiliada ao Financial Planning Standards Board – FPSB). A intenção do curso é oportunizar a aprovação para certificação, garantindo que o profissional possa exercer com excelência a sua capacidade de planejador financeiro pessoal.

  • R$499,90

    O CFP visa a comprovação da qualificação técnica dos profissionais para atuarem no exercício da atividade de planejador financeiro pessoal, os quais estarão submetidos aos padrões de conduta profissional e legislação vigente. O curso CFP, oferecido pela Pro Educacional, destina-se a preparar com qualidade os profissionais que desejam obter a certificação na Planejar Associação Brasileira de Planejadores Financeiros (afiliada ao Financial Planning Standards Board – FPSB). A intenção do curso é oportunizar a aprovação para certificação, garantindo que o profissional possa exercer com excelência a sua capacidade de planejador financeiro pessoal.

  • cfp modulo
    R$499,90

    O CFP visa a comprovação da qualificação técnica dos profissionais para atuarem no exercício da atividade de planejador financeiro pessoal, os quais estarão submetidos aos padrões de conduta profissional e legislação vigente. O curso CFP, oferecido pela Pro Educacional, destina-se a preparar com qualidade os profissionais que desejam obter a certificação na Planejar Associação Brasileira de Planejadores Financeiros (afiliada ao Financial Planning Standards Board – FPSB). A intenção do curso é oportunizar a aprovação para certificação, garantindo que o profissional possa exercer com excelência a sua capacidade de planejador financeiro pessoal.

  • cfp modulo II
    R$999,90

    O CFP visa a comprovação da qualificação técnica dos profissionais para atuarem no exercício da atividade de planejador financeiro pessoal, os quais estarão submetidos aos padrões de conduta profissional e legislação vigente. O curso CFP, oferecido pela Pro Educacional, destina-se a preparar com qualidade os profissionais que desejam obter a certificação na Planejar Associação Brasileira de Planejadores Financeiros (afiliada ao Financial Planning Standards Board – FPSB). A intenção do curso é oportunizar a aprovação para certificação, garantindo que o profissional possa exercer com excelência a sua capacidade de planejador financeiro pessoal.

[/vc_column][/vc_row]

 

 

Ainda não há comentários! Você será o primeiro a comentar.

Deixe suas dúvidas e comentários. Responderemos o mais breve possível.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *