Quer ter sucesso no mercado financeiro? 7 motivos para investir em certificações

sucesso no mercado financeiro

Em tempos de instabilidade econômica e em um cenário de incertezas, profissionais certificados são ainda mais requisitados. Afinal, lidar com as constantes mudanças no mercado financeiro requer um conhecimento aprofundado e capacitação técnica. Por isso, investir em certificações representa um diferencial para quem quer sucesso no mercado financeiro.

Vale destacar também que para exercer algumas atividades, como a prospecção de ativos em bancos ou a recomendação de valores mobiliários, as certificações financeiras são obrigatórias. Mesmo quando não são, muitas empresas consideram esse selo de qualidade um fator decisivo na hora de contratar. Neste post, vamos mostrar 7 motivos para investir:

  • Elevar a sua qualificação profissional;
  • Atender pré-requisito para alguns cargos;
  • Aumentar as chances de crescimento profissional;
  • Manter os seus conhecimentos atualizados;
  • Conquistar um bom retorno financeiro;
  • Passar maior confiança aos clientes;
  • Construir um diferencial competitivo.

Vamos começar? Boa leitura!

Entenda para que servem as certificações financeiras

Cada área do mercado financeiro demanda uma qualificação profissional específica. Para seguir carreira bancária, você precisa de uma das certificações da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). As principais são:

  • CPA-10: porta de entrada para atuar com a prospecção de ativos financeiros;
  • CPA-20: oportunidade de crescimento profissional, podendo atuar no atendimento de clientes dos segmentos varejo de alta renda (patrimônio acima de R$1 milhão);
  • CEA: cargos de gestão em bancos, autarquias e órgãos públicos na assessoria de gerentes de contas e indicação de investimentos ou consultoria autônoma;
  • CGA: uma das mais cobiçadas do mercado, esta certificação é voltada para a gestão de Fundos de Investimentos. As áreas de atuação incluem bancos, Asset ou Family Office.

Já o mercado de capitais exige conhecimentos que são explorados por dois tipos de certificações. A certificação Ancord é a qualificação para o Agente Autônomo de Investimentos (AAI) e capacita os profissionais no atendimento por meio da distribuição de aplicações financeiras. Pode trabalhar como autônomo ou em corretoras. A certificação CNPI, por sua vez, é o selo obrigatório para o Analista de Investimentos, que atua na recomendação de valores mobiliários como ações, debêntures e derivativos.

Para finalizar, existe ainda a certificação CFP, destinada aos planejadores financeiros. Com reconhecimento em 26 países, é o diferencial para quem quer investir na carreira de Private Banker, com ampla aceitação internacional. Se ainda não mostramos razões suficientes para você investir em certificações, confira mais 7 motivos para seguir em frente e buscar o sucesso no mercado financeiro. 

7 motivos para investir em certificações e ter sucesso no mercado financeiro

Seja no início de carreira, em uma mudança de área, na busca por uma recolocação no mercado de trabalho ou pelo crescimento profissional, uma trilha de sucesso passa pelas certificações financeiras.  Afinal, elas representam um selo de excelência que atestam os conhecimentos dos profissionais certificados.

Isso significa que a certificação pode ser decisiva na hora da contratação, como um diferencial entre os candidatos que têm e os que não têm. Ou seja, quem se qualificar ganha mais valor de mercado e maior visibilidade. Vamos ver os principais motivos para investir na credencial?

1. Elevar a sua qualificação profissional

Desde o início do post, estamos falando sobre isso, mas sempre é bom reforçar, não é? Um profissional certificado potencializa o seu grau de qualificação profissional e aumenta o sucesso no mercado financeiro. Assim como dominar o inglês e ter uma formação acadêmica são diferenciais para determinadas vagas, a certificação também pesa no processo seletivo interno e externo.

Sem contar que ao investir em certificações, você contribui tanto para o seu desenvolvimento pessoal e profissional como para o crescimento sustentável da instituição financeira. Ou seja, os benefícios são mútuos.

2. Atender pré-requisito para alguns cargos

Lembra que falamos sobre a obrigatoriedade? Pode até ser que nem todos os cargos peçam uma certificação, mas ela é obrigatória em algumas situações. É o caso, por exemplo, das agências bancárias para posições que envolvam a gerência (CEA) ou a prospecção de produtos e serviços de investimentos (CPA-10 e CPA-20).

Os planejadores financeiros também precisam da CFP, assim como os analistas de Valores Imobiliários dependem da CNPI para desenvolverem a função. Obrigatórias ou não, elas comprovam o conhecimento do profissional. 

3. Aumentar as chances de crescimento profissional

Vamos supor que há uma vaga interna bastante atrativa em uma instituição financeira para lidar com clientes qualificados — patrimônio alto. Um dos candidatos tem certificação, enquanto o outro não tem. Aos olhos dos recrutadores, quem tem mais chances de conquistar a posição? Graças ao conhecimento atestado pelo selo, o profissional certificado já sai na frente.

Quanto mais qualificação, maiores são as chances de conquistar a tão sonhada promoção. Ao ser aprovado no exame, a certificação se torna um diferencial de qualidade

4. Manter os seus conhecimentos atualizados

Outro ponto positivo é que ao investir em certificações você mantém os seus conhecimentos sobre o mercado financeiro atualizados. Uma área com volatilidade tão grande e que inclui temas complexos, desde o sistema financeiro nacional até o investimento em Bolsa de Valores, demanda mais atenção — com leitura, cursos, workshops

Sem contar que é um estímulo ao autoaperfeiçoamento, além de indicar que você está sempre em busca de novos aprendizados para evoluir profissionalmente e melhor atender os clientes. Isso gera oportunidades de crescimento constante e capacitação continuada.

5. Conquistar um bom retorno financeiro

As certificações financeiras representam uma vantagem competitiva na busca por uma vaga. Além disso, como uma qualificação a mais, elas podem aumentar a sua renda. Assim como um MBA, Mestrado ou Doutorado, a certificação tende a influenciar diretamente na remuneração e no reconhecimento profissional.

Cargos mais altos demandam maior conhecimento, que pode ser conquistado por meio de uma das certificações. Portanto, trata-se de um investimento com um bom retorno financeiro.

6. Passar maior confiança aos clientes

Mais conhecimento também atrair maior confiança dos clientes. Ao atuar em uma instituição financeira, os profissionais podem usar o selo da certificação em materiais de identificação como crachás e cartões de visita. 

Isso chama a atenção a atenção das pessoas e passa maior credibilidade e segurança na hora de contratar serviços ou seguir recomendações sobre ativos financeiros. Afinal, o selo confirma que os profissionais estão preparados para desempenhar as suas funções com excelência.

7. Construir um diferencial competitivo

Já falamos sobre a vantagem competitiva, mas para fechar a lista de razões para investir em certificações queremos mostrar a importância disso. Desde o início da transformação digital, as profissões têm evoluído. Algumas até deixaram de existir e deram lugar a outras. 

Assim, buscar atualização e novos conhecimentos é imprescindível para sobreviver e se manter relevante no mercado. A área financeira, principalmente, passa por mudanças o tempo todo, o que tende a continuar ocorrendo com o avanço das fintechs e o interesse das pessoas em aprender cada vez mais sobre investimentos. Portanto, mais do que nunca, o cenário tem sido mostrado altamente favorável aos profissionais que optam por investir em certificações.

Para ter sucesso no mercado financeiro é preciso investir. Então comece agora mesmo o seu curso preparatório e conquiste o seu selo de qualidade!

Ainda não há comentários! Você será o primeiro a comentar.

Deixe suas dúvidas e comentários. Responderemos o mais breve possível.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *