Principais diferenças entre as certificações CEA e novo CGA - Pro Edu Pular para o conteúdo
Área do Aluno proedu Carrinho

Principais diferenças entre as certificações CEA e novo CGA

Principais diferenças entre as certificações CEA e novo CGA Pro Educacional

Principais diferenças entre as certificações CEA e novo CGA

Esse breve artigo traz as principais diferenças entre as certificações CEA e novo CGA!

Boa leitura!

CEA e Novo CGA: diferenças entre os profissionais certificados e a atuação 

Sobre o número de profissionais certificados, somando todas as certificações nacionais emitidas, a certificação CEA corresponde a 2,8% do total, somando 19.993 profissionais certificados e a CFG a 0,75%, com 5.360 profissionais (dados de janeiro de 2022). Provavelmente, você já concluiu que é um número proporcionalmente baixo de certificados, com autorização para exercer a função.

Em relação à atuação no mercado financeiro, a CEA (Certificação ANBIMA de Especialistas em Investimento) habilita os profissionais para a função de especialistas em investimentos. Em suma, as suas funções relacionam-se à recomendação de produtos de investimentos. Além disso, os clientes fazem parte de diversos segmentos e também, podem assessorar os gerentes de contas.

Já a CFG (Certificação ANBIMA de Fundamentos em Gestão) é interessante para quem deseja iniciar ou acelerar a carreira fazendo a gestão de recursos de terceiros. Isto é, esse profissional adquire conhecimento de base técnica do setor, o que pode ser um diferencial na hora de ocupar cargos de asset management. Entretanto, é importante lembrar que, a CFG funciona como um pré-requisito para retirar as certificações CGA e/ou CGE. Dessa forma, será a porta de entrada se o seu interesse é a gestão de recursos de terceiros. Apesar disso, ela não te habilita para a gestão!

Assim, para ser um profissional responsável por gerir fundos de investimentos de renda fixa, ações, cambiais, multimercados, carteiras administradas e fundos de índice, você precisa da CGA. No entanto, caso o seu interesse seja a gestão de Fundos Imobiliários (FII), Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) e Fundos de Índice, você precisa da CGE.

Se você ficou na dúvida sobre qual certificação conquistar primeiro, leia esse artigo: Especialização em investimentos: CGA direto ou CEA antes?

Provas e estudos para obter as certificações CEA e Novo CGA

Sem dúvidas, outra diferença entre as certificações CEA e novo CGA está nas provas para obter as certificações. Caso o seu interesse seja retirar a certificação CEA, você deve realizar um prova, como 70% de acertos para ter a aprovação. O exame é constituído de 70 questões e tem duração de 3 horas e 30 minutos.

Já a certificação CFG, para obter o certificado, você precisa fazer uma prova com 60 questões, que abrangem 12 áreas de conhecimento. O exame tem com duração de 3 horas, e o mínimo para a aprovação é de 70% de acertos.

Agora, sobre a CGA, a CFG é um pré-requisito ou então, você precisa ter a CFA (Chartered Financial Analyst) ou CAIA (Chartered Alternative Investment Analyst). É necessário acertar no mínimo 70% das 45 questões e a prova tem duração de 2 horas e 30 minutos. A CGE tem as mesmas definições em relação ao pré-requisito, já possuir as certificações CFA ou CAIA, mesmo número de questões, duração da prova e porcentagem mínima de acertos.

Além disso, deseja iniciar os estudos em alguma dessas certificações? Faça o download do nosso material gratuito:

 

Leituras que podem te interessar:

CEA:

CGA:

A Pro Educacional te ajuda a obter a sua certificação! 

Pensando nas melhores oportunidades e qualificações para você, desenvolvemos programas de MBA que também te preparam para fazer as provas das certificações. Você sai com um currículo mais robusto, a fim de competir entre os melhores do mercado! Já imaginou conquistar tudo ao mesmo tempo: diploma MBA, prática de mercado e a certificação?

Bons estudos!

Voltar para o blog
X Materiais gratuitos do mercado financeiro: cursos, apostilas, vídeos e muito mais    Acessar Agora